Sábado, 24 de Julho de 2021 21:07
83 987908781
Seleção Brasileira COPA AMÉRICA

Argentina vence o Brasil, fatura a Copa América e faz as pazes com título

Veja matéria

10/07/2021 22h56 Atualizada há 2 semanas
434
Por: Redação
FOTO : COPA AMÉRICA/INSTAGRAM
FOTO : COPA AMÉRICA/INSTAGRAM

 

A Argentina saiu da fila e exorcizou um fantasma em pleno Maracanã, em cima do maior rival: o Brasil. A vitória por 1 a 0, neste sábado, lavou a alma. A Argentina é campeã da Copa América. É o fim de um jejum de 28 anos, tempo em que ficou sem ganhar um título. É a glória para Messi e também para Di María, autor do gol do triunfo. A dupla sofreu com estes anos de seca. A festa com Messi quando o jogo terminou dá a dimensão de como o jejum incomodava.

A polêmica Copa América, marcada por mudança de sedes – o torneio seria na Argentina, que recuou em função da pandemia -, termina com festa hermana no Maracanã. Por sinal, houve público – convidados.

O Brasil decepcionou. Sem inspiração, o time de Tite pouco criou e se viu amarrado pela Argentina, que soube controlar o jogo e gastar o tempo. A Seleção, campeã em 2019, defendia o título, mas tombou para a rival.

O duelo marcou o reencontro entre Messi e Neymar, parceiros da época de Barcelona. Os dois craques foram discretos. O argentino não precisou brilhar, após Di María abrir o placar. Já Neymar bem que tentou, mas sofreu com a marcação e viu o amigo levar a melhor no Maracanã. A Argentina conquistou a Copa América pela 15ª vez.

O jogo era truncado, de muita briga e faltas. O Brasil pressionava a saída de bola argentina, mas encontrava dificuldade para criar. A Argentina, então, deu o bote. Aos 21 minutos, De Paul lançou Di María. Renan Lodi falhou e viu o rival ficar na boa. Com um toque de cobertura, ele abriu o placar: 1 a 0.

A Argentina, então, ficou ainda mais confortável no Maracanã. O Brasil, por sua vez, decepcionou. O time de Tite não conseguiu criar e foi para o intervalo perdendo.

O Brasil voltou com Roberto Firmino no lugar de Fred. Tite deixou a Seleção mais ofensiva, com Paquetá recuado, na função de volante. Aos seis minutos, Richarlison chegou a balançar a rede, mas o gol foi anulado. Ele estava impedido na origem da jogada.

O atacante teve a chance de empatar na sequência, após bolão de Neymar, mas Emiliano Martínez defendeu. Tite lançou Vinicius Júnior no lugar de Cebolinha.

O panorama não mudava. Tite fez mais duas alterações. Lançou Emerson e Gabigol. Saíram Renan Lodi e Paquetá. O atacante do Flamengo levou perigo, após passe de Vinicius Júnior, mas a finalização foi para fora. Quando acertou o alvo, Martínez apareceu para salvar. A Argentina teve a chance de ampliar, mas Messi se enrolou e não conseguiu finalizar.

O Brasil bem que tentou, mas não conseguiu evitar a derrota. A festa foi da Argentina no Maracanã. Fim da seca de títulos.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 0X1 ARGENTINA

Local: Maracanã, Rio de Janeiro

Data: 10/07/2021, sábado

Horário: 21h (de Brasília)

Árbitro: Esteban Ostojich (URU)

Assistentes: Carlos Barreiro (URU) e Martín Soppi (URU)

VAR: Andres Cunha (URU)

Cartão amarelo: Fred, Renan Lodi, Lucas Paquetá e Marquinhos (Brasil) e Paredes, Lo Celso, De Paul, Otamendi e Montiel (Argentina)

Argentina: Di María, aos 21′ do 1ºT

BRASIL: Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi (Emerson); Casemiro, Fred (Roberto Firmino) e Lucas Paquetá (Gabigol); Éverton Cebolinha, Richarlison e Neymar. Técnico: Tite.

ARGENTINA: Emiliano Martínez; Montiel, Romero (Pezzella), Otamendi e Acuña; Paredes (Guido Rodríguez), Lo Celso (Tagliafico) e De Paul; Di María (Palacios), Messi e Lautaro Martínez (Nicolás González). Técnico: Lionel Scaloni.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias