Sábado, 24 de Julho de 2021 21:12
83 987908781
Esportes Paraibano Destaque

Presidente da Federação Paraibana de Futebol Michelle Ramalho, repudia agressão às mulheres

Veja matéria

15/07/2021 18h25 Atualizada há 1 semana
274
Por: Redação Fonte: Federação Paraibana de Futebol
FOTO : Ascom/FPF-PB
FOTO : Ascom/FPF-PB

A Federação Paraibana de Futebol, através da Presidente Michelle Ramalho, repudia agressão às mulheres.

A única mulher a dirigir uma Federação de Futebol no Brasil, Michelle Ramalho, se posicionou nesta quarta-feira(14) contra as agressões do paraibano DJ Ivis em sua ex - esposa Pamella Holanda. Os vídeos das agressões foram divulgados nas redes sociais da vítima no último domingo(11).

“O amor nunca causa dor. O caso de Pamella Holanda é um entre vários que acontecem todos os dias, a atitude dela em denunciar o agressor foi um ato de coragem e eu como mulher me sinto muito triste e indignada ao ver cenas de tamanha perversidade contra as mulheres. Juntas somos mais fortes, melhores, menos fragilizadas e mais capazes. Precisamos desenvolver a sororidade entre as mulheres. Por isso, deixo todo meu apoio e solidariedade a Pamella como também a todas as mulheres que passam por tanta humilhação e violência seja física, psicológica, sexual, patrimonial e moral. Qualquer uma delas constitui ato de violação dos direitos humanos e deve ser denunciada” afirmou Michelle Ramalho.

Disque 100 ou ligue 180

Lembramos, ainda, da importância de denunciar qualquer tipo de violação de direitos humanos pelo Disque 100 (Disque Direitos Humanos) ou pelo Ligue 180 (Central de Atendimento à Mulher. As ferramentas estão disponíveis 24 horas por dia, todos os dias da semana, incluindo finais de semana e feriados.

Por Federação Paraibana de Futebol.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias