Terça, 26 de Outubro de 2021
Paraibano em Destaques Destaque

A atuação na vitória do Brasil sobre o México consolidou o Paraíbano Santos como um dos principais pegadores de pênaltis do futebol brasileiro

Veja matéria

04/08/2021 às 11h00 Atualizada em 04/08/2021 às 11h27
Por: Redação
Compartilhe:
FOTO : Lucas Figueiredo/CBF
FOTO : Lucas Figueiredo/CBF

 

Após brilhar com a camisa do Athletico, goleiro de 31 anos é decisivo contra o México e mantém o Brasil vivo rumo a medalha de ouro.

A atuação na vitória do Brasil sobre o México consolidou Santos como um dos principais pegadores de pênaltis do futebol brasileiro. O camisa 1 defendeu a cobrança de Eduardo Aguirre e ajudou a seleção a vencer por 4 a 1 (após 0 a 0 no tempo normal) e garantir a vaga na decisão, valendo a medalha de ouro.

Com essa, o goleiro do Athletico e da seleção já soma 15 defesas de pênaltis desde 2018.

Em 2018, o goleiro formado nas categorias de base do Athletico defendeu as cobranças de Zé Carlos (Paraná Clube), Fernando Fernandes (Rio Branco-PR), Wescley (Ceará) e Bahia (Vinícius).

Em 2019, Santos salvou seis pênaltis: de Nacho Fernández (River Plate), Diego e Everton Ribeiro (ambos do Flamengo), Pepê e Diego Tardelli (ambos do Grêmio) e Guerrero (Internacional).

Com as defesas nas cobranças de Diego e Everton Ribeiro nas quartas e de Pepê na semi, Santos ajudou o Athletico a conquistar o inédito título da Copa do Brasil naquele ano.

Em 2020, o goleiro de 31 anos evitou mais quatro gols a partir da marca da cal: de Junior Pirambu (Londrina), Clayson (Bahia), Nenê (Fluminense) e Keno (Atlético-MG) - veja a lista completa abaixo.

A defesa no chute de Aguirre, portanto, faz Santos chegar aos 15 pênaltis defendidos em três anos e oito meses. Com o camisa 1, o Brasil vai em busca do ouro olímpico. A final contra a Espanha está marcada para sábado, às 8h30 (de Brasília), no Yokohama Internacional.

Pênaltis defendidos por Santos desde 2018

2018 - Paraná Clube 0x3 Athletico (Zé Carlos)

2018 - Athletico 0x0 (5x6) Rio Branco-PR (Fernando Fernandes)

2018 - Ceará 1x1 (5x6) Athletico (Wescley)

2018 - Athletico 0x0 (4x1) Bahia (Vinicius)

2019 - River Plate 3x0 Athletico (Nacho Fernández)

2019 - Flamengo 1x1 (1x4) Athletico (Diego)

2019 - Flamengo 1x1 (1x4) Athletico (Everton Ribeiro)

2019 - Athletico 2x0 Grêmio (Pepê)

2019 - Grêmio 2x1 Athletico (Diego Tardelli)

2019 - Internacional 1x1 Athletico (Guerrero)

2020 - Londrina 1x1 Athletico (Junior Pirambu)

2020 - Athletico 1x0 Bahia (Clayson)

2020 - Fluminense 3x1 Athletico (Nenê)

2020 - Atlético-MG 1x0 Athletico (Keno)

2021 - Brasil 0x0 (3x1) México (Eduardo Aguirre

Bastidores do Esporte

Com GE.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias