Terça, 26 de Outubro de 2021
Esportes Paraibano CAMPINENSE

Durou pouco a esperança da diretoria e torcedores do Campinense de contarem com público na arquibancada do Amigão no próximo sábado (25)

Veja matéria

23/09/2021 às 20h37 Atualizada em 23/09/2021 às 20h48
Por: Redação
Compartilhe:
FOTO : Bastidores do Esporte
FOTO : Bastidores do Esporte

 

Durou pouco a esperança da diretoria e torcedores do Campinense de contarem com público na arquibancada no próximo sábado (25), na primeira partida das oitavas de final da Série D, diante do Guarany de Sobral-CE.

Após a liberação do Ministério Público da Paraíba para a presença de até mil pessoas nos estádios nas partidas de Raposa e do Botafogo-PB, a Confederação Brasileira de Futebol respondeu ofício encaminhado pela Federação Paraibana de Futebol, que solicitava a liberação para acesso ao estádio Amigão para os adeptos.

Entretanto, como citado pelo documento enviado pela FPF, apesar a possibilidade de contar com 10% do máximo da capacidade de seu estado, de acordo com os decretos do governo do Estado do Ceará e a Prefeitura de Sobral, o Guarasol decidiu abrir mão desta possibilidade.

Alegando isonomia, que consiste que os times joguem em condições iguais, a CBF, que já previa tal dispositivo no ofício em que voltava a abrir a possibilidade de ter torcida nos estádios, rejeitou o pedido do Campinense e o jogo do fim de semana seguirá sendo realizado de portões fechados.

Desta forma, apenas se passar para as quartas de final, o mata-mata do acesso, o rubro-negro poderá novamente estar nas arquibancadas do Amigão. Porém, apenas se o eventual adversário também liberar a presença da torcida quando atuar como mandante.

A definição dos confrontos da próxima fase será pela soma dos pontos de todas as partidas da competição, ficando definido que atuarão 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º.

Com VT.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias