Quarta, 08 de Dezembro de 2021
Esportes Paraibano CAMPINENSE

Goleiro Mauro Iguatu renova por dois anos com o Campinense Clube

Veja matéria

18/11/2021 às 13h31
Por: Redação
Compartilhe:
FOTO : Ascom / CAMPINENSE
FOTO : Ascom / CAMPINENSE

 

Na vitoriosa temporada de 2021, o Campinense tem duas caras: Ranielle Ribeiro e Mauro Iguatu.

Se fora de campo o comandante mudou os rumos de um time que foi derrotado por 7 a 1 pelo Bahia no primeiro jogo da temporada, sob outra batuta, e que acabou com um título do Campeonato Paraibano e com o acesso e o vice-campeonato na Série D do Brasileiro, algo que almejava há dez anos, dentro dele, tudo passou pelo seu camisa 1.

Mauro Iguatu teve impacto imediato em sua chegada ao Renatão, Ele estreou no dia 20 de maio, na sexta rodada do Paraibano, contra o Atlético de Cajazeiras, no sertão, em partida que acabou empatada por 1 a 1, e depois do Clássico dos Maiorais, a equipe voltou a enfrentar o Trovão Azul, mas no estádio Amigão, e Mauro Iguatu foi decisivo na classificação do mata-mata da segunda fase do estadual, pegando duas cobranças na disputa por pênaltis.

Na semifinal, contra o Botafogo-PB, em João Pessoa, o arqueiro mais uma vez foi fundamental e fez tudo: defendeu a batida de Kaio Wilker e convertendo o último arremate que colocou a Raposa na decisão, na qual fechou o gol nos jogos de ida e volta, garantindo o título.

O cenário se repetiu na disputa da quarta divisão nacional. No mata-mata diante do Sergipe, nova decisão por pênaltis, e mais uma vez, brilho do goleiro, que defendeu duas penalidades e cobrou a decisiva, acertando o alvo e colocando o time nas oitavas de final. E no mata-mata do acesso, contra o América-RN, ele não precisou defender, pois os jogadores adversários mandaram duas para fora, mas coube a Mauro Iguatu chutar um tabu de dez anos e confirmar o Campinense na Série C de 2021.

Toda esta introdução é para informar que ele fica no rubro-negro até 2023. Um contrato de dois anos é algo raro no futebol paraibano, mas mais raro ainda é o personagem de Mauro Iguatu, que foi decisivo no acesso do Treze em 2018 e do Campinense este ano. Ainda mais por se tornar ídolo rubro-negro depois de uma passagem recente no rival.

Com Voz da Torcida

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias